SETEMBRO 2020

ARQUÉTIPO

DANÇA & ACROBACIA | 05 Set. 22h30, Convento de São Francisco, Coimbra | 06 e 13 Set. 19h, Feira do Livro, Porto

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espectador a refletir sobre o tema do “Amor” na sociedade contemporânea! A linguagem artística do projecto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea. ADe facto, ele não è o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado!

Direção Artística e Sonoplastia: António Franco de Oliveira
Bailarinos | Intérpretes: João Santiago e Joana Martins
Maquinistas | Intérpretes: Julieta Rodrigues, Rui Azevedo
Cenografia: Américo Castanheira
Figurinos: Julieta Rodrigues
Co produção: Radar 360º Associação Cultural,   Festival DDD OUT Corpo + Cidade , Festival Trengo, Festival Vaudeville Rendez Vous
Apoio á criação: Fundação GDA 

Dias:
05 Setembro, Coimbra, Convento São Francisco. + Info’s aqui!
06 e 13 Setembro, 19h,  Porto, Palácio de Cristal

HISTÓRIAS SUSPENSAS

TEATRO & CIRCO, 20 Set. 16h e 18h, Matosinhos, Museu da Quinta de Santiago

Imaginamos três narradores de histórias. O corpo e a voz saltam para dentro das histórias, agindo e reagindo através de voos, voltas e reviravoltas. Criam-se desvios que nos levam a outras pequenas histórias. A ideia de suspensão acontece na acção e no enredo, que surpreende a cada momento. O Tempo nas histórias, ou pára ou passa muito rápido… aqui suspende-se no olhar de quem assiste e partilha esta aventura! O que vem a seguir?!

Direção Artística: Joana Providência
Intérpretes e Co-criadores: António Franco de Oliveira, Julieta Rodrigues e Rui Paixão
Cenário: A2G Arquitectura – Ângela Frias e Gonçalo Dias
Figurinos: Julieta Rodrigues
Adereços: Suzete Rebelo
Sonoplastia: Flanco
Coordenação Técnica, Cenografia e Operação de Som: Emanuel Santos

Matosinhos, Museu da Quinta de Santiago.

BALLETEATRO | ILHA(S)

TEATRO FÍSICO | 29 Set | 21h, Coliseu Porto Ageas

Para assinalar o início do novo ano letivo, os alunos das turmas de Dança e Teatro do balleteatro Escola Profissional apresentam um espetáculo no Coliseu Porto Ageas que resulta dos laboratórios de criação artística orientados por criadores contemporâneos.
António Franco de Oliveira, vai por em cena a performance “Ilhas(s)”.
Sinopse:
Vivemos rodeados de informação por todos os lados, somos uma espécie de ilha humanizada. Simultaneamente informados e desinformados, seguimos em frente nesta linha do tempo em direcção ao cume da nossa expedição… mas o cume não se encontra mais no todo da montanha, mas sim no interior da nossa existência! Porquê que me continuam a seguir no Instagram, se eu não sei para onde vou? E tu, sabes? 

Fotografia: Pedro Figueiredo 

 

ARQUÉTIPO

DANÇA & ACROBACIA | 05 Set. 22h30, Convento de São Francisco, Coimbra | 06 e 13 Set. 19h, Feira do Livro, Porto

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espectador a refletir sobre o tema do “Amor” na sociedade contemporânea! A linguagem artística do projecto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea.
De facto, ele não è o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado!

Direção Artística e Sonoplastia: António Franco de Oliveira

Bailarinos | Intérpretes: João Santiago e Joana Martins

Maquinistas | Intérpretes: Julieta Rodrigues, Rui Azevedo

Cenografia: Américo Castanheira 
Figurinos: Julieta Rodrigues 

Co produção: Radar 360º Associação Cultural,   Festival DDD OUT Corpo + Cidade , Festival Trengo, Festival Vaudeville Rendez Vous
Apoio á criação: Fundação GDA 

05 Setembro, Coimbra, Convento São Francisco. + Info’s aqui!

06 e 13 Setembro, 19h,  Porto, Palácio de Cristal

HISTÓRIAS SUSPENSAS

TEATRO & CIRCO, 20 Set. 16h e 18h, Matosinhos, Museu da Quinta de Santiago

Imaginamos três narradores de histórias. O corpo e a voz saltam para dentro das histórias, agindo e reagindo através de voos, voltas e reviravoltas. Criam-se desvios que nos levam a outras pequenas histórias. A ideia de suspensão acontece na acção e no enredo, que surpreende a cada momento. O Tempo nas histórias, ou pára ou passa muito rápido… aqui suspende-se no olhar de quem assiste e partilha esta aventura! O que vem a seguir?!
Direção Artística: Joana Providência

Intérpretes e Co-criadores: António Franco de Oliveira, Julieta Rodrigues e Rui Paixão

Cenário: A2G Arquitectura – Ângela Frias e Gonçalo Dias

Figurinos: Julieta Rodrigues

Adereços: Suzete Rebelo

Sonoplastia: Flanco

Coordenação Técnica, Cenografia e Operação de Som: Emanuel Santos
Dia 20: Matosinhos, Museu da Quinta de Santiago.

BALLETEATRO | ILHA(S)

TEATRO FÍSICO | 29 Set | 21h00 Coliseu Porto Ageas

Para assinalar o início do novo ano letivo, os alunos das turmas de Dança e Teatro do balleteatro Escola Profissional apresentam um espetáculo no Coliseu Porto Ageas que resulta dos laboratórios de criação artística orientados por criadores contemporâneos. 
António Franco de Oliveira, vai por em cena a performance “Ilhas(s)”.
Sinopse:
Vivemos rodeados de informação por todos os lados, somos uma espécie de ilha humanizada. Simultaneamente informados e desinformados, seguimos em frente nesta linha do tempo em direcção ao cume da nossa expedição… mas o cume não se encontra mais no todo da montanha, mas sim no interior da nossa existência! Porquê que me continuam a seguir no Instagram, se eu não sei para onde vou? E tu, sabes? 
Fotografia: Pedro Figueiredo 
 
29 Set / 21h00
Coliseu Porto Ageas

ARQUÉTIPO

DANÇA & ACROBACIA | 05 Set. 22h30, Convento de São Francisco, Coimbra | 06 e 13 Set. 19h, Feira do Livro, Porto

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espectador a refletir sobre o tema do “Amor” na sociedade contemporânea! A linguagem artística do projecto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea.
De facto, ele não è o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado!

Direção Artística e Sonoplastia: António Franco de Oliveira

Bailarinos | Intérpretes: João Santiago e Joana Martins

Maquinistas | Intérpretes: Julieta Rodrigues, Rui Azevedo

Cenografia: Américo Castanheira 
Figurinos: Julieta Rodrigues 

Co produção: Radar 360º Associação Cultural,   Festival DDD OUT Corpo + Cidade , Festival Trengo, Festival Vaudeville Rendez Vous

Apoio á criação: Fundação GDA 


05 Setembro, Coimbra, Convento São Francisco. + Info’s aqui!
06 e 13 Setembro, 19h,  Porto, Palácio de Cristal

HISTÓRIAS SUSPENSAS

TEATRO & CIRCO, 20 Set. 16h e 18h, Matosinhos, Museu da Quinta de Santiago

Imaginamos três narradores de histórias. O corpo e a voz saltam para dentro das histórias, agindo e reagindo através de voos, voltas e reviravoltas. Criam-se desvios que nos levam a outras pequenas histórias. A ideia de suspensão acontece na acção e no enredo, que surpreende a cada momento. O Tempo nas histórias, ou pára ou passa muito rápido… aqui suspende-se no olhar de quem assiste e partilha esta aventura! O que vem a seguir?!
Direção Artística: Joana Providência

Intérpretes e Co-criadores: António Franco de Oliveira, Julieta Rodrigues e Rui Paixão

Cenário: A2G Arquitectura – Ângela Frias e Gonçalo Dias

Figurinos: Julieta Rodrigues

Adereços: Suzete Rebelo

Sonoplastia: Flanco

Coordenação Técnica, Cenografia e Operação de Som: Emanuel Santos

Dia 20: Matosinhos, Museu da Quinta de Santiago.

BALLETEATRO | ILHA(S)

TEATRO FÍSICO | 29 Set | 21h00 Coliseu Porto Ageas

Para assinalar o início do novo ano letivo, os alunos das turmas de Dança e Teatro do balleteatro Escola Profissional apresentam um espetáculo no Coliseu Porto Ageas que resulta dos laboratórios de criação artística orientados por criadores contemporâneos. 
António Franco de Oliveira, vai por em cena a performance “Ilhas(s)”.

Sinopse:

Vivemos rodeados de informação por todos os lados, somos uma espécie de ilha humanizada. Simultaneamente informados e desinformados, seguimos em frente nesta linha do tempo em direcção ao cume da nossa expedição… mas o cume não se encontra mais no todo da montanha, mas sim no interior da nossa existência! Porquê que me continuam a seguir no Instagram, se eu não sei para onde vou? E tu, sabes?

Fotografia: Pedro Figueiredo 
 
29 Set / 21h00
Coliseu Porto Ageas

AGOSTO 2020

HISTÓRIAS SUSPENSAS

TEATRO-CIRCO, DIA 02 ás 16h e 18h, Matosinhos

Imaginamos três narradores de histórias. O corpo e a voz saltam para dentro das histórias, agindo e reagindo através de voos, voltas e reviravoltas. Criam-se desvios que nos levam a outras pequenas histórias. A ideia de suspensão acontece na acção e no enredo, que surpreende a cada momento. O Tempo nas histórias, ou pára ou passa muito rápido… aqui suspende-se no olhar de quem assiste e partilha esta aventura! O que vem a seguir?!

Direção Artística: Joana Providência
Intérpretes e Co-criadores: António Franco de Oliveira, Julieta Rodrigues e Rui Paixão
Cenário: A2G Arquitectura – Ângela Frias e Gonçalo Dias
Figurinos: Julieta Rodrigues
Adereços: Suzete Rebelo
Sonoplastia: Flanco
Coordenação Técnica, Cenografia e Operação de Som: Emanuel Santos

Matosinhos, no Jardim do Senhor do Padrão, 16h e 18h;
É gratuito mas deverão levantar os bilhetes perto do local, no posto de turismo até às 13h!

ADAMASTOR

CIRCO CONTEMPORÂNEO - ESTREIA DIA 09 ÁS 19H, FAMALICÃO

ADAMASTOR é um exercício de Circo Contemporâneo, dirigido artisticamente por António Franco de Oliveira e interpretado pelos
alunos do primeiro ano do INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo). Esta performance é um ato criativo que pretende refletir sobre os
riscos do mundo presente, mergulhando no passado… para melhor interpretar o futuro! A arte sempre foi um lugar de risco, pois uma
das suas características fundamentais é a de saber lidar com a dúvida, com o desconhecido, como parte integrante dos seus processos
criativos. O Circo sempre foi por excelência a eterna arte do risco! Através das metáforas presentes no gesto e no virtuosismo dos seus
artistas, o Circo sempre encarou o risco com a maturidade necessária para o desafiar, o abraçar, o minimizar e o ultrapassar! A peça
não pretende ser um ensaio sobre o medo, sobre os “gigantes adamastores” que nos intimidaram ao longo da nossa história, muito pelo
contrário, a peça propõe-se a ser um lugar repleto de esperança!

Imagem Créditos:
Rosa dos Ventos, Jorge de Aguiar, 1492
Replica por: Alvesgaspar

Estreia 09 Agosto, 19h
ANIMA-TE – V.N. Famalicão, Parque da Devesa.

TEATRO AMADOR DE POMBAL 360º

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA - CRIAÇÃO

O encontro artístico entre a Companhia RADAR 360º e o TAP já tem um passado em comum! As horas passadas em sala de ensaios a explorar personagens e situações insólitas, deram para concluir que há algo que nos aproxima, e numa primeira instância diríamos que o nosso lugar comum, é o sentido de humor que partilhamos inspirado pelo absurdo da própria vida! Segundo Albert Camus, “O absurdo é a razão lúcida que constata os seus limites.” Seremos então absurdos! Algures entre a dimensão onírica e o humor negro que caracteriza o imaginário da Companhia RADAR 360º, o nosso trabalho com o TAP encontra a sua expressão estética e artística no universo do absurdo! Vamos dar início ao processo criativo!

PEQUENA CIRCOONFERÊNCIA

CICLO DE CIRCO TRENGOLAS, DIA 30 , PORTO

Pequena CircOOnferência é uma conferência sobre o circo!
Dedicada ao pequeno público, a performance flutua entre o rigor histórico da História do Circo Europeu, e a dimensão onírica de um historiador que aspira ser um artista de Circo.
Este projeto é um “Work-in-Progress”, um prólogo de um espetáculo de grande formato intitulado CircOOnferência, que irá estrear em 2021.

Direção Artística e Interpretação – António Franco de Oliveira
Dramaturgia e Figurinos – Julieta Rodrigues
Apoio Técnico – Bernardo Santo Tirso

11h e 12h, Jardim de São Roque, Porto

HISTÓRIAS SUSPENSAS

TEATRO-CIRCO, DIA 02 ás 16h e 18h, Matosinhos

Imaginamos três narradores de histórias. O corpo e a voz saltam para dentro das histórias, agindo e reagindo através de voos, voltas e reviravoltas. Criam-se desvios que nos levam a outras pequenas histórias. A ideia de suspensão acontece na acção e no enredo, que surpreende a cada momento. O Tempo nas histórias, ou pára ou passa muito rápido… aqui suspende-se no olhar de quem assiste e partilha esta aventura! O que vem a seguir?!
Direção Artística: Joana Providência
Intérpretes e Co-criadores: António Franco de Oliveira, Julieta Rodrigues e Rui Paixão
Cenário: A2G Arquitectura – Ângela Frias e Gonçalo Dias
Figurinos: Julieta Rodrigues
Adereços: Suzete Rebelo
Sonoplastia: Flanco
Coordenação Técnica, Cenografia e Operação de Som: Emanuel Santos
Matosinhos, no Jardim do Senhor do Padrão, 16h e 18h;
É gratuito mas deverão levantar os bilhetes perto do local, no posto de turismo até às 13h!

ADAMASTOR

CIRCO CONTEMPORÂNEO - ESTREIA DIA 09 ÁS 19H, FAMALICÃO

ADAMASTOR é um exercício de Circo Contemporâneo, dirigido artisticamente por António Franco de Oliveira e interpretado pelos alunos do primeiro ano do INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo). Esta performance é um ato criativo que pretende refletir sobre os riscos do mundo presente, mergulhando no passado… para melhor interpretar o futuro! A arte sempre foi um lugar de risco, pois uma das suas características fundamentais é a de saber lidar com a dúvida, com o desconhecido, como parte integrante dos seus processos criativos. O Circo sempre foi por excelência a eterna arte do risco! Através das metáforas presentes no gesto e no virtuosismo dos seus artistas, o Circo sempre encarou o risco com a maturidade necessária para o desafiar, o abraçar, o minimizar e o ultrapassar! A peça não pretende ser um ensaio sobre o medo, sobre os “gigantes adamastores” que nos intimidaram ao longo da nossa história, muito pelo contrário, a peça propõe-se a ser um lugar repleto de esperança!

Imagem Créditos:
Rosa dos Ventos, Jorge de Aguiar, 1492
Replica por: Alvesgaspar

Estreia 09 Agosto, 19h
ANIMA-TE – V.N. Famalicão, Parque da Devesa.

TEATRO AMADOR DE POMBAL 360º

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA - CRIAÇÃO

O encontro artístico entre a Companhia RADAR 360º e o TAP já tem um passado em comum! As horas passadas em sala de ensaios a explorar personagens e situações insólitas, deram para concluir que há algo que nos aproxima, e numa primeira instância diríamos que o nosso lugar comum, é o sentido de humor que partilhamos inspirado pelo absurdo da própria vida! Segundo Albert Camus, “O absurdo é a razão lúcida que constata os seus limites.” Seremos então absurdos! Algures entre a dimensão onírica e o humor negro que caracteriza o imaginário da Companhia RADAR 360º, o nosso trabalho com o TAP encontra a sua expressão estética e artística no universo do absurdo! Vamos dar início ao processo criativo!

PEQUENA CIRCOONFERÊNCIA

CICLO DE CIRCO TRENGOLAS, 30 AGOSTO, PORTO

Pequena CircOOnferência é uma conferência sobre o circo!
Dedicada ao pequeno público, a performance flutua entre o rigor histórico da História do Circo Europeu, e a dimensão onírica de um historiador que aspira ser um artista de Circo.
Este projeto é um “Work-in-Progress”, um prólogo de um espetáculo de grande formato intitulado CircOOnferência, que irá estrear em 2021.


Direção Artística e Interpretação – António Franco de Oliveira
-Dramaturgia e Figurinos – Julieta Rodrigues

– Apoio Técnico – Bernardo Santo Tirso

11h e 12h, Jardim de São Roque, Porto

HISTÓRIAS SUSPENSAS

TEATRO-CIRCO, DIA 02 ás 16h e 18h, Matosinhos

Imaginamos três narradores de histórias. O corpo e a voz saltam para dentro das histórias, agindo e reagindo através de voos, voltas e reviravoltas. Criam-se desvios que nos levam a outras pequenas histórias. A ideia de suspensão acontece na acção e no enredo, que surpreende a cada momento. O Tempo nas histórias, ou pára ou passa muito rápido… aqui suspende-se no olhar de quem assiste e partilha esta aventura! O que vem a seguir?!
Direção Artística: Joana Providência
Intérpretes e Co-criadores: António Franco de Oliveira, Julieta Rodrigues e Rui Paixão
Cenário: A2G Arquitectura – Ângela Frias e Gonçalo Dias
Figurinos: Julieta Rodrigues
Adereços: Suzete Rebelo
Sonoplastia: Flanco
Coordenação Técnica, Cenografia e Operação de Som: Emanuel Santos
Matosinhos, no Jardim do Senhor do Padrão, 16h e 18h;
É gratuito mas deverão levantar os bilhetes perto do local, no posto de turismo até às 13h!

ADAMASTOR

CIRCO CONTEMPORÂNEO - ESTREIA DIA 09 ÁS 19H, FAMALICÃO

ADAMASTOR é um exercício de Circo Contemporâneo, dirigido artisticamente por António Franco de Oliveira e interpretado pelos alunos do primeiro ano do INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo). Esta performance é um ato criativo que pretende refletir sobre os riscos do mundo presente, mergulhando no passado… para melhor interpretar o futuro! A arte sempre foi um lugar de risco, pois uma das suas características fundamentais é a de saber lidar com a dúvida, com o desconhecido, como parte integrante dos seus processos
criativos. O Circo sempre foi por excelência a eterna arte do risco! Através das metáforas presentes no gesto e no virtuosismo dos seus artistas, o Circo sempre encarou o risco com a maturidade necessária para o desafiar, o abraçar, o minimizar e o ultrapassar! A peça
não pretende ser um ensaio sobre o medo, sobre os “gigantes adamastores” que nos intimidaram ao longo da nossa história, muito pelo contrário, a peça propõe-se a ser um lugar repleto de esperança!

Imagem Créditos:
Rosa dos Ventos, Jorge de Aguiar, 1492
Replica por: Alvesgaspar

Estreia 09 Agosto, 19h
ANIMA-TE – V.N. Famalicão, Parque da Devesa.

TEATRO AMADOR DE POMBAL 360º

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA - CRIAÇÃO

O encontro artístico entre a Companhia RADAR 360º e o TAP já tem um passado em comum! As horas passadas em sala de ensaios a explorar personagens e situações insólitas, deram para concluir que há algo que nos aproxima, e numa primeira instância diríamos que o nosso lugar comum, é o sentido de humor que partilhamos inspirado pelo absurdo da própria vida! Segundo Albert Camus, “O absurdo é a razão lúcida que constata os seus limites.” Seremos então absurdos! Algures entre a dimensão onírica e o humor negro que caracteriza o imaginário da Companhia RADAR 360º, o nosso trabalho com o TAP encontra a sua expressão estética e artística no universo do absurdo! Vamos dar início ao processo criativo!

PEQUENA CIRCOONFERÊNCIA

CICLO DE CIRCO TRENGOLAS, 30 AGOSTO, PORTO

Pequena CircOOnferência é uma conferência sobre o circo!
 Dedicada ao pequeno público, a performance flutua entre o rigor histórico da História do Circo Europeu, e a dimensão onírica de um historiador que aspira ser um artista de Circo. 
Este projeto é um “Work-in-Progress”, um prólogo de um espetáculo de grande formato intitulado CircOOnferência, que irá estrear em 2021.
Direção Artística e Interpretação – António Franco de Oliveira
Dramaturgia e Figurinos – Julieta Rodrigues
Apoio Técnico – Bernardo Santo Tirso
11h e 12h, Jardim de São Roque, Porto

JULHO 2020

ADAMASTOR

CIRCO CONTEMPORÂNEO - ENSAIOS

ADAMASTOR é um exercício de Circo Contemporâneo, dirigido artisticamente por António Franco de Oliveira e interpretado pelos
alunos do primeiro ano do INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo). Esta performance é um ato criativo que pretende refletir sobre os
riscos do mundo presente, mergulhando no passado… para melhor interpretar o futuro! A arte sempre foi um lugar de risco, pois uma
das suas características fundamentais é a de saber lidar com a dúvida, com o desconhecido, como parte integrante dos seus processos
criativos. O Circo sempre foi por excelência a eterna arte do risco! Através das metáforas presentes no gesto e no virtuosismo dos seus
artistas, o Circo sempre encarou o risco com a maturidade necessária para o desafiar, o abraçar, o minimizar e o ultrapassar! A peça
não pretende ser um ensaio sobre o medo, sobre os “gigantes adamastores” que nos intimidaram ao longo da nossa história, muito pelo
contrário, a peça propõe-se a ser um lugar repleto de esperança!

Imagem Créditos:
Rosa dos Ventos, Jorge de Aguiar, 1492
Replica por: Alvesgaspar

Estreia 09 Agosto, 19h
ANIMA-TE – V.N. Famalicão, Parque da Devesa.

ADAMASTOR

CIRCO CONTEMPORÂNEO - ENSAIOS

ADAMASTOR é um exercício de Circo Contemporâneo, dirigido artisticamente por António Franco de Oliveira e interpretado pelos alunos do primeiro ano do INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo). Esta performance é um ato criativo que pretende refletir sobre os riscos do mundo presente, mergulhando no passado… para melhor interpretar o futuro! A arte sempre foi um lugar de risco, pois uma das suas características fundamentais é a de saber lidar com a dúvida, com o desconhecido, como parte integrante dos seus processos criativos. O Circo sempre foi por excelência a eterna arte do risco! Através das metáforas presentes no gesto e no virtuosismo dos seus artistas, o Circo sempre encarou o risco com a maturidade necessária para o desafiar, o abraçar, o minimizar e o ultrapassar! A peça não pretende ser um ensaio sobre o medo, sobre os “gigantes adamastores” que nos intimidaram ao longo da nossa história, muito pelo contrário, a peça propõe-se a ser um lugar repleto de esperança!

Imagem Créditos:
Rosa dos Ventos, Jorge de Aguiar, 1492
Replica por: Alvesgaspar

Estreia 09 Agosto, 19h
ANIMA-TE – V.N. Famalicão, Parque da Devesa.

ADAMASTOR

CIRCO CONTEMPORÂNEO - ENSAIOS

ADAMASTOR é um exercício de Circo Contemporâneo, dirigido artisticamente por António Franco de Oliveira e interpretado pelos alunos do primeiro ano do INAC (Instituto Nacional de Artes do Circo). Esta performance é um ato criativo que pretende refletir sobre os riscos do mundo presente, mergulhando no passado… para melhor interpretar o futuro! A arte sempre foi um lugar de risco, pois uma das suas características fundamentais é a de saber lidar com a dúvida, com o desconhecido, como parte integrante dos seus processos
criativos. O Circo sempre foi por excelência a eterna arte do risco! Através das metáforas presentes no gesto e no virtuosismo dos seus artistas, o Circo sempre encarou o risco com a maturidade necessária para o desafiar, o abraçar, o minimizar e o ultrapassar! A peça
não pretende ser um ensaio sobre o medo, sobre os “gigantes adamastores” que nos intimidaram ao longo da nossa história, muito pelo contrário, a peça propõe-se a ser um lugar repleto de esperança!

Imagem Créditos:
Rosa dos Ventos, Jorge de Aguiar, 1492
Replica por: Alvesgaspar

Estreia 09 Agosto, 19h
ANIMA-TE – V.N. Famalicão, Parque da Devesa.

PEQUENA CIRCOONFERÊNCIA

CICLO DE CIRCO TRENGOLAS, 30 AGOSTO, PORTO

Pequena CircOOnferência é uma conferência sobre o circo!
Dedicada ao pequeno público, a performance flutua entre o rigor histórico da História do Circo Europeu, e a dimensão onírica de um historiador que aspira ser um artista de Circo.
Este projeto é um “Work-in-Progress”, um prólogo de um espetáculo de grande formato intitulado CircOOnferência, que irá estrear em 2021.
– Direção Artística e Interpretação  António Franco de Oliveira
– 
Dramaturgia e Figurinos – Julieta Rodrigues

– Apoio Técnico – Bernardo Santo Tirso
11h e 12h, Jardim de São Roque, Porto

JUNHO 2020

A PREPARAR O REINÍCIO

Pensamentos e Ações para retomar a atividade num futuro próximo

Novidades a anunciar em breve!

A PREPARAR O REINÍCIO

Pensamentos e Ações para retomar a atividade num futuro próximo

Novidades a anunciar em breve!

A PREPARAR O REINÍCIO

Pensamentos e Ações para retomar a atividade num futuro próximo

Novidades a anunciar em breve!

MAIO 2020

(RE)PENSAR O ESPAÇO PÚBLICO

Tele-Conferência internacional | 3 Maio | 18h30 | via ZOOM

“O espaço público é um lugar de relações, conexões e partilha entre pessoas. A condição pandémica atual impede-nos de utilizar o espaço público e desafia-nos a (re)pensar a sua utilização futura. Que desafios enfrentamos? Que oportunidades para relançar as artes de rua? Será a intervenção artística no espaço público essencial para o retomar da confiança social?”

Oradores: Julieta Santos, Marta Martins, Tena Busquets e António Franco de Oliveira (Toni Oliveira);

Organização: Bússula, Outdoor Arts Portugal.

(RE)PENSAR O ESPAÇO PÚBLICO

Tele-Conferência internacional | 3 Maio | 18h30 | via ZOOM

“O espaço público é um lugar de relações, conexões e partilha entre pessoas. A condição pandémica atual impede-nos de utilizar o espaço público e desafia-nos a (re)pensar a sua utilização futura. 
Que desafios enfrentamos? Que oportunidades para relançar as artes de rua? Será a intervenção artística no espaço público essencial para o retomar da confiança social?”

Oradores: Julieta Santos, Marta Martins, Tena Busquets e António Franco de Oliveira (Toni Oliveira);

Organização: Bússula, Outdoor Arts Portugal.

Info’s: https://bit.ly/3d2lXs2
Inscrições: https://bit.ly/2VsmPQM

(RE)PENSAR O ESPAÇO PÚBLICO

Tele-Conferência internacional | 3 Maio | 18h30 | via ZOOM

“O espaço público é um lugar de relações, conexões e partilha entre pessoas. A condição pandémica atual impede-nos de utilizar o espaço público e desafia-nos a (re)pensar a sua utilização futura. 
Que desafios enfrentamos? Que oportunidades para relançar as artes de rua? Será a intervenção artística no espaço público essencial para o retomar da confiança social?”

Oradores: Julieta Santos, Marta Martins, Tena Busquets e António Franco de Oliveira (Toni Oliveira);

Organização: Bússula, Outdoor Arts Portugal.

Info’s: https://bit.ly/3d2lXs2
Inscrições: https://bit.ly/2VsmPQM

ABRIL 2020

MARÇO 2020

ARQUÉTIPO

Dança | Circo | Abrantes = ADIADO + informações em breve

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espetador a refletir sobre o tema do “Amor” na sociedade contemporânea! O epicentro da narrativa é um mergulho subcutâneo em direção ao nosso EU primitivo. A linguagem artística do projeto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea. De facto, ele não é o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado! 

Photo: Susana Chicó

Intérpretes photo: Joana Martins, João Santiago

ARQUÉTIPO

Dança | Circo | Abrantes = ADIADO + informações em breve

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espetador a refletir sobre o tema do “Amor” na sociedade contemporânea! O epicentro da narrativa é um mergulho subcutâneo em direção ao nosso EU primitivo. A linguagem artística do projeto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea. De facto, ele não é o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado! 

Photo: Susana Chicó

Intérpretes photo: Joana Martins, João Santiago

ARQUÉTIPO

Dança | Circo | Abrantes = ADIADO + informações em breve

ARQUÉTIPO é uma performance escrita para o espaço público, que convida o espetador a refletir sobre o tema do “Amor” na sociedade contemporânea! O epicentro da narrativa é um mergulho subcutâneo em direção ao nosso EU primitivo. A linguagem artística do projeto situa-se entre a dança e a acrobacia contemporânea. De facto, ele não é o Romeu… e ela não é a Julieta, mas a performance propõe-se a ser à sua maneira, uma reescrita improvável de Shakespeare dançado! 

Photo: Susana Chicó

Intérpretes photo: Joana Martins, João Santiago

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

PALHETA - FANFARRA KÁUSTIKA + RADAR 360º

Concerto | Performance | 07 Março, 22h, Gafanha da Nazaré

A Companhia RADAR 360º junta os seus 15 anos de percurso artístico ao som e à presença da ilustre FANFARRA KÁUSTIKA, num concerto performativo no âmbito do Palheta, Festival anual de Robertos e Marionetas . Ao som do original “Transe Sinfónico” esbatemos a fronteira do tempo, e viajamos numa cronologia intemporal que irá pôr em cena excertos das performances do reportório da Companhia RADAR 360º! Este concerto performativo é uma mistura explosiva e contagiante de movimento, som e luz, revestido de uma carga poética e simbólica que sempre caracterizou estes dois carismáticos projetos artísticos ao longo dos anos.

PALHETA - FANFARRA KÁUSTIKA + RADAR 360º

Concerto | Performance | 07 Março, 22h, Gafanha da Nazaré

A Companhia RADAR 360º junta os seus 15 anos de percurso artístico ao som e à presença da ilustre FANFARRA KÁUSTIKA, num concerto performativo no âmbito do Palheta, Festival anual de Robertos e Marionetas . Ao som do original “Transe Sinfónico” esbatemos a fronteira do tempo, e viajamos numa cronologia intemporal que irá pôr em cena excertos das performances do reportório da Companhia RADAR 360º! Este concerto performativo é uma mistura explosiva e contagiante de movimento, som e luz, revestido de uma carga poética e simbólica que sempre caracterizou estes dois carismáticos projetos artísticos ao longo dos anos.

PALHETA - FANFARRA KÁUSTIKA + RADAR 360º

Concerto | Performance | 07 Março, 22h, Gafanha da Nazaré

A Companhia RADAR 360º junta os seus 15 anos de percurso artístico ao som e à presença da ilustre FANFARRA KÁUSTIKA, num concerto performativo no âmbito do Palheta, Festival anual de Robertos e Marionetas . Ao som do original “Transe Sinfónico” esbatemos a fronteira do tempo, e viajamos numa cronologia intemporal que irá pôr em cena excertos das performances do reportório da Companhia RADAR 360º! Este concerto performativo é uma mistura explosiva e contagiante de movimento, som e luz, revestido de uma carga poética e simbólica que sempre caracterizou estes dois carismáticos projetos artísticos ao longo dos anos.

FEVEREIRO 2020

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

JANEIRO 2020

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

CircOOnferência

Formação | Performance

CircOOnferência é o novo projeto de formação e sensibilização, destinado ás crianças e aos docentes, criado pela Companhia RADAR 360º em parceria com a Educação e Mediação Cultural d’a Oficina, CCVF em Guimarães.
No ano letivo de 2019/20, o Circo Contemporâneo junta-se ao Teatro à Dança e à Música e invade as escolas de Guimarães. As atividades pedagógicas irão fomentar a pesquisa a experimentação e a descoberta, e serão um motor para a criação de um espetáculo final.
CircOOnferência tem a direcção Artística e Pedagógica de António Franco de Oliveira.

Oficina de Artes de Rua e Circo

Oficina | Performance

O Instituto de Gouveia – Escola profissional, vai acolher a oficina de Artes de Rua e Circo ministrada pela Companhia RADAR 360º. 
Esta formação será realizada no âmbito do curso Técnico Animador Sociocultural. A formação irá concluir com uma apresentação pública em formato deambulatório, no próximo mês de Fevereiro!

Oficina de Artes de Rua e Circo

Oficina | Performance

O Instituto de Gouveia – Escola profissional, vai acolher a oficina de Artes de Rua e Circo ministrada pela Companhia RADAR 360º. 
Esta formação será realizada no âmbito do curso Técnico Animador Sociocultural. A formação irá concluir com uma apresentação pública em formato deambulatório, no próximo mês de Fevereiro!

Oficina de Artes de Rua e Circo

Oficina | Performance

O Instituto de Gouveia – Escola profissional, vai acolher a oficina de Artes de Rua e Circo ministrada pela Companhia RADAR 360º. 
Esta formação será realizada no âmbito do curso Técnico Animador Sociocultural. A formação irá concluir com uma apresentação pública em formato deambulatório, no próximo mês de Fevereiro!